Justiça, o que aconteceu com Devani?

Era 31 de janeiro de 2020, uma moça com um futuro brilhante pela frente é morta num acidente até hoje sem explicação. Ela era carona em um carro que colidiu violentamente na Rodovia Henrique Eroles em Itaquaquecetuba próximo a fábrica de sorvetes Jundiá. Só restam conjecturas de amigos e familiares sobre embriaguez ao volante, alteração da cena do acidente, fuga, imagens das câmeras de segurança que desapareceram, etc. Apenas conjecturas, nenhuma prova concreta dos acontecimentos.

A angústia de um pai que, com pouca instrução, tenta investigar sozinho o que aconteceu para poder viver seus dias em paz, com a sensação de justiça e poder deixar, de fato, sua filha descansar em paz.

Justiça por Devani

O caso me chegou ontem, dia 1 de fevereiro através de uma conhecida no Facebook que me marcou na publicação angustiada de um pai que aguarda por justiça, esse pai, posteriormente me ligou e era nítido o imenso sofrimento no coração daquele homem, que vive com dificuldade após a perda da pessoa mais importante de sua vida.

Segundo me relatou, ele tentou de tudo, delegacia, justiça e não recebia nenhuma informação concreta, a investigação parecia não ter nenhum avanço.

É de interesse de toda a sociedade que o caso seja investigado de forma séria e que, se houver culpados, que sejam julgados no rigor da lei ou pelo menos que tudo seja esclarecido para que a família da moça tenha um pouco de paz.

Peço a você que compartilhe a publicação deste pai, o sr. Joilson da Silva Ferreira, para que a justiça seja sensibilizada e traga respostas a todos.

Eduardo Ribeiro
Eduardo Ribeiro é professor na Gigante Escola em Itaquaquecetuba, atua na área de cursos profissionalizantes desde 2009. É bacharel em Ciência da Computação e pós-graduando em Direito Público, é fã de tecnologia, educação e política. É pré-candidato a vereador em Itaquaquecetuba.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: