Cesare Battisti confessa quatro assassinatos

O terrorista italiano Cesare Battisti que passou décadas exilado no Brasil confessou nesta segunda-feira (25) participação no assassinato de quatro pessoas na década de 70 enquanto integrava o PAC, Proletários Armados pelo Comunismo.

Battisti confessou os crimes perante o coordenador do orgão antiterrorismo do Ministério Público de Milão. Cesare Battisti foi extraditado à Itália em janeiro após ser localizado na Bolívia. Com receio de que o STF brasileiro impedisse o deslocamento ao país natal, a Itália fechou um acordo com a Bolívia para enviar o terrorista diretamente à Europa sem passar pelo Brasil.

Battisti era considerado exilado político no Brasil e tinha proteção do ex-presidente Lula e da ex-presidente Dilma Rousseff, além de proximidade com a grande maioria dos líderes de esquerda do Brasil.

Eduardo Ribeiro
Eduardo Ribeiro é professor na Gigante Escola em Itaquaquecetuba. É fã de tecnologia e nas horas vagas acompanha o mundo político. Escreve neste blog principalmente sobre educação.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: